Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
Recursos de
Acessibilidade:  
Tecle Alt+1 : ir ao conteúdo Tecle Alt+2 : ir ao mapa do site Texto menor Texto maior Contraste                 
 
topo
Herculândia, 21 de julho de 2017 | COMO CHEGAR ATÉ NÓS ATRAVES DE SUA LOCALIZAÇÃO:
Vereadores
Aparecido Bruno de Oliveira - PSB
17ª LEGISLATURA

Presidente Atual
Aparecido Bruno de Oliveira
Brás Rodrigues - PVCarlos Alberto dos Santos - PSDBChristian Rodrigues de Araujo - PSBHélio Lúcio Cabrini - DEM
Lorival Bonfim Rocha - PV
Nivaldo Gutierres Hernandes Junior - PVRicardo Fernandes Rodrigues - PMDBRogerio Morandi Cabral - DEM
enquete

Qual deve ser a prioridade das políticas públicas em Herculândia?
Saúde
Educação
Habitação
Emprego
História

Webline Sistemas

AUTOBIOGRAFIA DE “NOSSA TERRA”

“Herculândia de Todos Nós”

Como Surgi?

Nasci no dia 26 de julho de 1927. Era uma mata extensa e compacta, onde habitavam índios e diversas espécies de animais.

Meu fundador foi o Sr. José Pereira da Silva, conhecido por todos como “Pereirinha”. Ele era natural de Barra Mansa, estado do Rio de Janeiro, nascido em 19 de dezembro de 1896. Estudou no Rio e lá se formou dentista, mas nunca exerceu a profissão, pois este não era o seu sonho. Tinha uma letra muito bonita, devido ao fato de ter feito um curso de caligrafia. Era um homem temente a Deus e sabia se expressar muito bem.

Raramente um ou outro dos mais arrojados se atreviam a embrenhar-se nas matas do Iacry, enfrentando garras traiçoeiras das feras, correndo toda sorte de perigos. Graças ao espírito aventureiro de meu fundador, nas margens desse rio, foram feitos os primeiros acampamentos.

Juntamente com o fundador, vieram sua esposa, parentes, amigos e engenheiro.

Ao deparar com aquela mata imensa e linda, bem que meu fundador poderia pensar em dividi-la em pedaços maiores (fazendas) para outras pessoas e ele mesmo formar uma fazenda para si, mas não, ele resolveu dividi-la em lotes, transformando aquele inóspito recanto de sertão, numa vila florescente, para a qual correram grandes números de forasteiros animados pela promessa de ser a mesma atravessada pelo leito da Companhia Paulista, pois onde a estrada de ferro passava, as cidades se desenvolviam rapidamente, mas infelizmente, eu não tive este privilégio. O meu primeiro nome foi Sant’ Anna em homenagem a padroeira do dia de minha fundação e junto a isto, soma-se a coincidência da mãe de meu Fundador chamar-se Anna.

Depois de ser uma vila, passei a município e recebi o nome de Herculândia, e a minha elevação a município  deu-se no dia 30/11/1944.

Aos poucos fui crescendo e hoje, não sou grande demais, mas também não sou tão pequena assim. Estou crescendo a olhos vistos.

Hoje vi um jornal de 1996, com a notícia de que o Sr. Adorvano Castanheira, falava sobre Sant’Anna. Lá ele conta que veio com seu pai de Sertãozinho, acompanhando o Coronel João do Val e o Pereirinha de  Sant’ Anna (Herculândia). Também conta, que a estrada de Herculândia à Tupã era um túnel que entrava mata a fora, e diz que era uma coisa bonita. Que recorda e até parece que sente o cheiro da terra bruta ainda molhada pelas águas do dilúvio.

Tudo era festa!

Parava-se para ver uma manada de queixadas passar e logo atrás vinha um casal de onça da variedade canguçu, na esperança de abocanhar um deles que desgarrasse da manada.

Pereirinha na época era chamado de capitão José Pereira da Silva.

E aqui estou na minha total pujança a Herculândia de que todos falam com orgulho a “Herculândia de Todos Nós”, de todos os credos, de todas as raças e miscigenações. Isto tudo graças ao idealismo de um homem chamado JOSÉ PEREIRA DA SILVA, pois é graças a este idealismo de fundar uma cidade, é que nasci e passei a existir.

Se eu pudesse escrever uma poesia, eu me basearia na seguinte:

 

A Gratidão de Uma Cidade

 

Olha para trás

 

Contempla a bela cidade que formaste

À beira do caminho percorrido.

 

Repara nas flores:

 

- os galhos estão curvados

Uma atitude de reverência

As pegadas que deixaste.

 

- as pétalas parecem mãos estendidas

Um gesto de benção

A lembrança de tua passagem.

 

 

(Adaptação do poema de Luiz Homero, Encontro)

 

(Texto escrito pela Sra. Clarice Aparecida da Silva Vecentin, filha do Sr. Pereirinha)

 







melhor utilizado Firefox - Chrome - Ie9 ou superior
















Próxima Sessão

Sessão Ordinária 26/06/2017 20:00hrs (Câmara Municipal)

logo webline
AV. SÃO PAULO, 316 - Centro
- CEP 17650-000 - HERCULÂNDIA - SP
Telefone: (14)3486-1254 / (14)3486-1922
Total de Visitas: 185135   |  Online: 1
Última atualização: 20/07/2017 09:59:21



SIC - Serviço de Informação ao Cidadão
Nome: Câmara Municipal de Herculândi
E-mail: cmherculandia@gmail.com
Telefone para esclarecimentos: (14) 3486-1254 (14) 3486-1922
2017 © Todos os direitos reservados